DTPA + IPV

FABRICANTE
GSK

FAIXA ETÁRIA RECOMENDADA NA BULA
-

PEDIDO MÉDICO
-

COMPOSIÇÃO
Cada dose (0,5mL) da vacina reconstituída contém: Toxoide diftérico1 .. não menos que 2,0 UI Toxoide tetânico1 .. não menos que 20,0 UI Antígeno Bordetella pertussis Toxoide pertussis1 (PT) 8µg Hemaglutinina filamentosa1 (FHA) 8µg Pertactina1 (PRN, ou 69kDa OMP) 2,5µg Poliovírus inativado tipo 1 (cepa Mahoney)2 40 unidades de antígeno D tipo 2 (cepa MEF-1)2 8 unidades de antígeno D tipo 3 (cepa Saukett)2 . 32 unidades de antígeno D Excipientes ……………………………………………..q.s.p. 0,5mL 1 adsorvido em hidróxido de alumínio hidratado (Al(OH)3) e fosfato de alumínio (AlPO4) 2 propagado em células VERO *Excipientes: sais de alumínio, meio 199 (como estabilizante contendo aminoácidos, sais minerais, vitaminas e outras substâncias), cloreto de sódio, água para injeção. Formaldeído, polissorbato 80, sulfato de neomicina e sulfato de polimixina B estão presentes como resíduos do processo de fabricação.

ESQUEMA VACINAL
Como dose de reforço a partir dos 4 anos de idade e a cada 10 anos

EVENTOS ADVERSOS MAIS COMUNS
Dor de cabeça, febre, fadiga e mal-estar, reações no local da injeção (dor, vermelhidão e inchaço).

CONTRAINDICAÇÃO
Indivíduos com hipersensibilidade conhecida a qualquer componente da vacina e naqueles com encefalopatia dentro de um período de 7 dias após dose anterior de vacina contendo o componente pertussis

VIA DE APLICAÇÃO
Intramuscular

NOME COMERCIAL
Refortrix IPV

NECESSITA AGENDAMENTO
Sob Demanda E Agendamento

INDICAÇÃO
Vacinação de reforço para difteria, tétano, coqueluche e poliomielite em indivíduos com idade a partir de 4 anos

ORIENTAÇÕES GERAIS
Vacinas são produtos elaborados a partir de microrganismos ou porções desses microrganismos que, quando administrados, levam ao desenvolvimento de uma resposta do sistema de defesa que protegerá a pessoa vacinada se ela entrar em contato com o microrganismo que causa a infecção. Existem tipos de vacinas sendo elas: Vivas atenuadas: são aquelas desenvolvidas a partir da atenuação de um vírus ou bactéria em laboratório. Esses produtos são administrados e ocorre uma resposta imunológica com nenhum ou muito baixo risco de desenvolvimento de doença quando comparado ao microrganismo causador da infecção. Inativadas: são as vacinas desenvolvidas a partir de partes ou produtos dos microrganismos. Nesses casos, não é possível ocorrer infecção a partir da vacinação.

é ssl:1